24.7.10

Istambul - Turquia

Istambul tem sido e continua a ser um cadinho de culturas e etnias, o que contribuiu para a riqueza cultural, histórica e arquitetónica da cidade, que alberga inúmeras mesquitas, igrejas, sinagogas, palácios e outros edifícios históricos que merecem ser visitados. Por essas razões, em 1985 a UNESCO declarou as Zonas Históricas de Istambul como Patrimônio Mundial.

A parte mais antiga da cidade concentra-se junto ao Corno de Ouro (em turco: Haliç, em grego: Χρυσοκερας (transl.: Khrysokeras ou Chrysoceras), o estuário de uma ribeira e antigo porto natural de Constantinopla. O Corno de Ouro divide o centro histórico em duas partes: Sultanahmet e Eminönü a sul, onde se situava a parte muralhada de Constantinopla, e Beyoğlu/Taksim, a norte, onde as influências ocidentais são mais acentuadas, pois desde a Idade Média e até ao princípio do século XX foi uma zona tradicionalmente ocupada pelas comunidades ocidentais, nomeadamente a veneziana, a genovesa e a francesa, entre muitas outras.


A cidade moderna cidade é muito extensa, compreendo ambos lados (europeu e asiático) do estreito do Bósforo. Entre os seus encantos turísticos encontram-se, no lado europeu, a Basílica de Santa Sofia (da Divina Sabedoria) os bairros de Beyoğlu, Eyüp e Sariyer (este último mais a norte, prolongando-se até ao Mar Negro). No lado asiático destacam-se os distritos de Beykoz (do lado oposto a Sariyer), Üsküdar, Kadıköy (nomeadamente os bairros de Moda e Bostanci) e as Ilhas dos Príncipes (em turco: Prens Adaları, Kızıl Adalar ou simplesmente Adalar), situadas a sudeste de Kadıköy, no Mar de Mármara.

Como capital que foi de dois dos impérios mais poderosos da Terra, e cidade cosmopolita que, no século XVI, era provavelmente a mais civilizada e multicultural do mundo, Istambul abriga monumentos extraordinários: palácios, igrejas e o hipódromo, que datam do período bizantino; as mesquitas de Sultanahmet e Suleymaniye; o Palácio de Topkapı, sede do império otomano, além de muitos outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário