23.10.10

23 de Outubro - Dia do Aviador


O mundo que assistiu atônito e esperançoso à decolagem do 14 bis ansiava por libertar-se das amarras que restringiam a integração entre os povos. As distâncias físicas e culturais à época impediam que milhões de pessoas tivessem acesso aos benefícios advindos da evolução pela qual a humanidade passava.
Dia do Aviador
T-27 Tucano do EDA
Foi esta ânsia milenar que sustentou as asas daquele protótipo durante os seis segundos que mudaram a trajetória do homem. A primeira máquina voadora a ganhar os céus por meios próprios tornava-se, também, uma autêntica máquina do tempo, unindo o passado e o futuro, e conferindo ao presente uma aceleração jamais concebida.
Ao tocar os gramados do Campo de Bagatelle, o genial, intrépido e generoso Alberto Santos-Dumont entregava ao homem um novo mundo, diferente daquele que o viu decolar: um mundo próspero e repleto em oportunidades.
Celebrar o 23 de outubro – o Dia do Aviador – é, na verdade, enaltecer o real sentido que aquela façanha conferiu à história e aos rumos da humanidade. É refletir sobre o significado do domínio dos céus e seus inerentes desafios e responsabilidades. É renovar o orgulho em sermos brasileiros – como Santos-Dumont.
Nos dias de hoje, herdeiros das virtudes e dos sonhos do pai da aviação, bravos aviadores cruzam o azul de todos os fusos, e dão continuidade à grandiosa obra por ele iniciada.
Em suas asas, altaneiros, conduzem a esperança e o progresso; aproximam famílias e nações; vigiam e defendem o espaço aéreo; asseguram aos aflitos, na terra e no mar, a certeza do resgate.
Eis o espírito de devoção e profissionalismo que anima aviadores de todas as bandeiras, civis e militares. Eis o espírito altruísta que os faz despertar a cada manhã e oferecer em holocausto suas próprias vidas, se preciso for, munidos do entusiasmo nascido ainda no primeiro vôo.
Dia do Aviador
Dassault Mirage IIIBR da FAB
Comungando deste contagiante júbilo, celebramos, também, o Dia da Força Aérea Brasileira, uma instituição composta pelos legítimos e valorosos sucessores dos bandeirantes do Correio Aéreo Nacional e dos guerreiros do Primeiro Grupo de Aviação de Caça. São homens e mulheres que, atuando nos mais diversos setores, voando e fazendo voar, contribuem para que esta grande aeronave se mantenha em seu vôo ascendente.
Por isso, é impossível conter, neste momento, os sentimentos de realização e altivez que afloram no peito ao constatarmos que cada gota de suor dedicada ao cumprimento de nossa missão tem colaborado de forma fundamental para o engrandecimento do país.
Nesse mister, vêm à memória as inúmeras comunidades atendidas em nossos hospitais de campanha; o empenho em minimizar o sofrimento de milhares de vítimas de calamidades de toda sorte; o comprometimento de nossas tripulações nas buscas das aeronaves acidentadas, como o triste episódio do voo Air France 447; as missões humanitárias de ajuda aos países amigos, e tantas outras ações que exultam o nome do Brasil e da Aeronáutica.
Graças ao empenho de cada um dos integrantes de nossa organização, somos hoje uma Força Aérea respeitada e atuante, perfeitamente inserida no contexto nacional e internacional.
Os esforços empreendidos nos campos da ciência e tecnologia, formação de recursos humanos, capacitação operacional e apoio ao homem têm proporcionado notável incremento em nossas capacidades e assegurado ao povo brasileiro a certeza da paz, da soberania e do desenvolvimento.
Este é o auspicioso horizonte que se descortina diante de nossos olhos, e que trás os frutos deste magnífico e gratificante trabalho. Esta é a Força Aérea que sempre sonhamos. E cada um dos senhores e senhoras faz parte desta realidade.
Recebam, pois, meu mais elevado respeito e meu profundo orgulho em comandá-los!
Aos céus, aviadores! Avante Força Aérea Brasileira!
Que esta chama permaneça sempre muito viva em cada um de nós, guiando nossas atitudes, inspirando nossos ideais e ratificando nosso compromisso com este magnífico Brasil.
Fonte: www.loucosporaeromodelismo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nº 22.433 - "Definitivamente, Temer, não!, por Luís Nassif"

   em ContrapontoPIG    *.* *07/10/2017* *Definitivamente, Temer, não!, por Luís Nassif* *O Jornal de todos Brasis* Do Jornal GGN - ...