10.10.11

Rock In Rio: veja o balanço final em números

Ordem de grandeza impressiona

Um relatório final da produção do Rock In Rio foi enviado hoje à imprensa. O festival teve duração de sete dias e atraiu 700 mil pessoas, com todos os ingressos esgotados. O sucesso da empreirada levou os patrocinadores a garantirem o anúncio da confirmação da edição de 2013, no mês de setembro. Veja outros números, que  impressionam:
7 dias

100 horas de diversão

98 horas de música

700 mil pessoas

13 mil funcionários

28 mil convidados vips

160 atrações musicais

180 milhões de internautas de 200 países acompanharam o festival

R$ 880 milhões de impacto na economia do Rio

90% de ocupação dos quartos da rede hoteleira

350 mil turistas sendo 25% estrangeiros

10 mil empregos direta e indiretamente

200 quilômetros de cabos

50 quilômetros de dutos

20.750 kVa de energia, o equivalente a 600 casas

4,5 milhões de seguidores nas redes sociais

5 milhões de visitantes únicos no site oficial do festival

13 países tiveram o festival como Trending Topics no twitter

83,2 mil pessoas passaram pela Roda Gigante, pela Tirolesa, pelo Free Fall e pela Montanha Russa

448 mil hambúrgeres foram consumidos

79.112 hambúrgeres foram consumidos só no dia 24, estabelecendo um novo recorde de venda do sanduíche em um único dia

18 mil sanduiches de pasta

25.522 massas foram consumidas

55.783 pizzas foram vendidas

700 mil litros de chope foram bebidos, em 1,7 milhão de copos

10 mil peças de roupa foram vendidas, 50% desse número de camisetas do Rock in Rio

15 mil pessoas adquiriram o cartão “Rock In Rio Club”, para a edição de 2013

331 toneladas de resíduos foram geradas

74 toneladas de lixo orgânico foram recolhidas pela Comlurb

156 toneladas de material potencialmente reciclável foram encaminhados para a Estação de Transferência de Jacarepaguá

101 toneladas de material reciclável, principalmente papelão, papel misto, plástico e latas, foram coletadas pela Barracoop, e seguiram para reciclagem

8,6 mil atendimentos médicos gratuitamente. Do total de atendimentos, 99% foram resolvidos in loco, houve apenas três casos graves (um de embolia pulmonar, um Acidente Vascular Esquêmico (AVE) hemorrágico e mal-súbito) e nenhum óbito. A maioria por conta de dores de cabeça (33%) e problemas ortopédicos (33%). Foram 45 remoções para hospitais da Rede D’Or e da rede pública
Fonte:http://www.rockemgeral.com.br 


 Crédito da imagem: Bruno Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nº 22.433 - "Definitivamente, Temer, não!, por Luís Nassif"

   em ContrapontoPIG    *.* *07/10/2017* *Definitivamente, Temer, não!, por Luís Nassif* *O Jornal de todos Brasis* Do Jornal GGN - ...