10.11.11

Ativista negro será homenageado no Parque Memorial Quilombo dos Palmares

quarta-feira, by Daiane Souza
Por Daiane Souza 
Pioneiro na luta contra o racismo no Brasil, Abdias do Nascimento, falecido em maio de 2011, terá suas cinzas depositadas, em 13 de novembro, a partir das 9 horas,onde há três séculos existiu o maior centro de resistência negra da América Latina, o Quilombo dos Palmares, em Alagoas. Para homenageá-lo, o Projeto Raízes de Áfricas organizou para o dia 12 o Ìgbà Ábídi Seminário Afro-Brasileiro Celebração da Obra e Vida de Abdias Nascimento
O encontro que tem como apoiadores a Fundação Cultural Palmares, o Governo de Alagoas e a Prefeitura Municipal de União dos Palmares, conta também com a participação do Instituto de Pesquisas e Estudos Afro-Brasileiros (Ipeafro) fundado pelo próprio Abdias em 1981. Será uma oportunidade de discussão e diálogo sobre o legado do ativista e sua relevância nas conquistas políticas, culturais e sociais em nome da população negra brasileira.       
De acordo com Arísia Barros, coordenadora do projeto, a proposta é despertar a atenção da sociedade para a trajetória de um dos grandes líderes negros da contemporaneidade. Para citar a grandiosidade de Abdias, Arísia repete as palavras de Ollie A. Johnson, professora de Estudos Africanos da Universidade do Estado de Wayne: “Não houve brasileiro mais importante que Nascimento desde a abolição da escravidão em 1888”. 
Para o presidente da Fundação Cultural Palmares, Eloi Ferreira de Araujo, o Parque Memorial Quilombo dos Palmares é uma referência histórica da luta pela liberdade que os negros escravizados empreenderam durante quase um século. Para ele, essa luta fecundou nos corações e  nas mentes de brasileiras e brasileiros que se jogaram na busca abolicionista, e atravessou os séculos influenciando, dentre outras ações, aquelas que se destacam pela igualdade de oportunidades entre negros e não negros . “Abdias é uma referência que sonhou a epopeia dos palmarinos de construir um lugar sem racismo e com justiça social. As cinzas dele encontram a acolhida dos antepassados que assim como ele sempre estiveram empenhados na construção de um Brasil melhor”, enfatizou.    
Ativismo – Como primeiro deputado federal afro-brasileiro (1983-1987) e como senador da República (1991, 1996-1999), Abdias Nascimento dedicou seus mandatos à luta contra o preconceito. Foi responsável por projetos de lei que definiam o racismo como crime e pela criação de mecanismos de ação compensatória para construir a verdadeira igualdade para os negros na sociedade brasileira.
Abdias conseguiu importantes resultados na defesa e na inclusão dos direitos dos afrodescendentes brasileiros, principalmente, por meio de políticas públicas. Participou da Comissão do Centenário da Abolição e colaborou para a criação da Fundação Cultural Palmares. Em 1988, conseguiu que a Constituição do país contemplasse a natureza pluricultural e multiétnica, que a prática do racismo se tornasse crime inafiançável e que pela primeira vez se falasse em processo de demarcação de terras quilombolas.
Novembro negro – As homenagens a Abdias integram as celebrações do Mês da Consciência Negra que representa um importante momento para a reflexão sobre as contribuições política, cultural e socioeconômica dos africanos e seus descendentes à sociedade brasileira. É no dia 20, deste mês, que se homenageia Zumbi, líder dos quilombolas de Palmares que viveu no século XVII.
Foi pelo simbolismo da Serra da Barriga e do Mês da Consciência Negra que Elisa Larkin, viúva de Abdias, escolheu o dia 13 de novembro para depositar as cinzas dele no maior parque de temática africana da América Latina: o Parque Memorial Quilombo dos Palmares. 
Para a celebração, serão recepcionadas personalidades de países como Estados Unidos e Nigéria além de convidados de vários estados do Brasil. Entre elas estão o professor Wande Abimbola, a maior autoridade mundial em Ifá – oráculo africano, e Félix Ayoh’Omidire, professor de línguas e de estudos culturais e literários na Obafemi Awolowo University, na Nigéria. Confira a programação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nº 22.433 - "Definitivamente, Temer, não!, por Luís Nassif"

   em ContrapontoPIG    *.* *07/10/2017* *Definitivamente, Temer, não!, por Luís Nassif* *O Jornal de todos Brasis* Do Jornal GGN - ...