21.1.12

A Cultura do Dragão e da Fênix

A Tradição Taoísta e os fundamentos da linguagem simbólica do Feng Shui.

Feng Shui significa Vento e Água e seu estudo é originado de um texto conhecido como A Cultura do Dragão e da Fênis. Dragão e Fênix representam o encontro do Yin e do Yang.

O Feng Shui está relacionado à cultura de renascimento e morte. A vida e a morte formam um sistema interligado. O Feng Shui trata tanto da vida quanto da morte. É utilizado para encontrar locais bons e favoráveis para enterros, ritos fúnebres, construção de residências e a própria transformação do espírito.

A Água representa a vida, o nascimento e o renascimento. O Vento representa o movimento do ar (respiração) e a preservação da vida.

Os Mestres buscavam o local perfeito chamado Cova do Dragão. Esse local tem a coagulação do sopro e a preservação do vento, ou seja, pouca corrente de vento e boa concentração de energia.

O Feng Shui era chamado pelos antigos taoístas de “A Arte do Pássaro Azul”, e teve quatro patriarcas conhecidos na historia:

1. A Dama do Mistério dos Nove Céus; 2. Senhor do Vale do Diabo; 3. Mestre das Vestes de Algodão (Lai Pu Yi); 4. Senhor do Pássaro Azul.

O Senhor do Pássaro Azul era discípulo de Pan Ku; ao receber sua orientação, adquiriu o conhecimento da imortalidade e entrou na face Oeste do Monte Mua Shan. Após tomar o Elixir de Ouro, ele se tornou um imortal. Um dos seus conhecimentos deixados foi a Cultura do Dragão e da Fênix.

Simbolismo do Dragão

Dragão, peixe ou serpente têm um simbolismo em comum que é o renascimento…

Peixe é aquático, sua vida é semelhante ao pré-natal do homem. O Peixe simboliza o feto.

Serpente é o símbolo da reprodução, da sexualidade masculina, é o principio da vida ou renascimento.

Dragão é um animal espiritual. Sua imagem é encontrada com chifres de veado, cabeça de camelo, olho de Diabo, pescoço de serpente, abdome de lagarto, escama de peixe, pata de tigre, garra de águia e orelha de boi.

Dragão é Yang, é a força criativa. Na astronomia chinesa é o regente dos Sete Domicílios do Leste. O Leste é a madeira (nascimento), a energia vital. O Dragão sempre aparece envolto em nuvens, que é água em vapor. É a criatividade que nasce do feminino.

Simbolismo da Fênix

No Taoísmo o Espírito, o Sopro e a Fênix são considerados da mesma essência. Tanto o Espírito quanto a Alma poderiam estar encarnados ou fora de um corpo físico em estado independente. Sem a forma, vão e vêm sem deixar rastros, são invisíveis. O Espírito está relacionado ao vento, que você sente mas não vê. O sopro é a força vital invisível, intimamente ligada ao ar que se move criando o vento. A Fênix e o Vento eram escritos da mesma forma. É o pássaro do vento, o espírito do vento. É a consciência que governa a energia. É o Yin dentro do Yang. A Fênix é do elemento metal.

Energia da Terra

A energia da terra é marcada pelas montanhas, que formam um acúmulo de matéria física e têm a força concentrada. As montanhas são responsáveis pela projeção energética. Dependendo da localização e forma, sua influencia será diferente.

A Busca do Local Perfeito

A Cova do Dragão

É um local de grande concentração energética, ideal para construir-se uma casa ou tumba. Acima de tudo, trata-se de um local para transformação do espírito.

Para encontrar a Cova do Dragão, os antigos taoístas seguiram os seguintes passos:

1 - Buscar o Dragão: Buscar a montanha, a encosta, a Veia do Dragão. A terra é o músculo, a pedra é o osso e as vegetações são peles e pelos de Dragão. Dragão é o Sopro Vital, a força criativa que circula embaixo da cumeeira das montanhas. O local deve ter uma brisa suave e não uma ventania, protegido do vento e concentrando o Chi.

2 - Analisar a areia: São pequenas montanhas e colinas que formam uma extensão da Veia do Dragão. As mais importantes são: - Areia Companheiro (montanhas em forma de braços mais próximos). - Areia Guardião (montanhas de segurança mais na frente). - Areia Seguidor (montanhas atrás). - Areia Receptor (montanha que recebe o Dragão). O lado esquerdo é a Areia do Dragão e o lado direito é a Areia do Tigre.

3 - Contemplar a Água: É a fronteira, uma cerca que protege. O volume da água, a velocidade, pureza e movimento, relação com a montanha. É chamada de Boca da Água; é a junção de rios, geralmente próximos da parte da cova.

4 - Marcação da Cova: Local onde encontra o Sopro do Renascimento. Todos os princípios do mundo se resumem no Yin e Yang. Existem covas pequenas e grandes. Quem conhece o orifício da vida e da morte pode encontrar as covas em todas os lugares. Dentro dela, o criativo e o receptivo circulam. Quem conhece todas as maravilhas do orifício seria um imortal da terra andando entre os homens.

_____ SOBRE O AUTOR _____
Hamilton Fonseca é Sacerdote Taoísta e Professor e consultor de Feng Shui
_________________________
fonte: Jornal Tao do Taoísmo - n. 12 
 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nº 22.433 - "Definitivamente, Temer, não!, por Luís Nassif"

   em ContrapontoPIG    *.* *07/10/2017* *Definitivamente, Temer, não!, por Luís Nassif* *O Jornal de todos Brasis* Do Jornal GGN - ...