18.4.12

Serra Negra - São Paulo - Turismo



 

Leandro Amaral
Serra Negra
Uma cidadezinha pequena, onde duas ruas concentram quase todo o movimento. Serra Negra, no interior de São Paulo, une compras e lazer. Uma das cidades que fazem parte do Circuito das Malhas, ela conta com hotéis das mais variadas categorias, que atendem a todos os tipos de hóspedes, além de lojas que oferecem o melhor em malhas e artesanato.

Localizada entre as montanhas, a cerca de três horas e meia de Santos, Serra Negra se destaca pela qualidade de vida que oferece devido ao clima e fontes de água mineral. Com as temperaturas mais amenas durante todo o ano, não é difícil encontrar sol durante o dia e uma leve chuva à noite. Por causa disso, a cidade é indicada para recuperações pós-operatórias.

Talvez seja por isso que o principal público da cidade é constituído por pessoas da terceira idade, que procuram a região em busca da tranquilidade da baixa temporada, além das compras. Aliás, Serra Negra, graças à sua proximidade de Santos, atrai milhares de turistas de um dia. Estas pessoas não procuram hotéis, mas sim as lojas. Os produtos mais procurados são as malhas, couro, doces caseiros além dos queijos e pinga.

Compras e lazer

A rede hoteleira conta com opção de hospedagem no centro ou no campo. Apesar de contar com diversos locais para visita no centro da cidade, muitos visitantes preferem optar pelo turismo rural, que consiste no passeio por propriedades particulares. O Sítio Santa Rosa de Lima permite visitas monitoradas entre março e setembro, período da colheita do café cultivado artesanalmente.

Já a Fazenda Sula proporciona aos visitantes uma trilha de uma hora e meia que atravessa plantações de café, eucalipto e vai até uma cachoeira. Outras boas opções são Sítio Bom Retiro, especializado em vinhos e destilados, e o Sítio Chapadão, que conta com produção de queijo branco.

No centro do agito, o comércio é um dos pontos de sustento de boa parte da população. A Rua Coronel Pedro Penteado (foto), por exemplo, abriga a maior parte das lojas e galerias, onde é possível encontrar artigos de lã, couro, porcelana, objetos de madeira, palha, bambu, e produtos de laticínio. Os baixos preços das mercadorias são outra grande vantagem da cidade.

As principais atrações




Disneylândia dos Robôs: Miniaturas de robôs em movimento, brinquedos movidos a água, curiosidades e inventos. O destaque fica para um robô com dois metros de altura.

Parque Represa Dr. Jovino Silveira: Estação de tratamento de água. Lago com ampla área verde, quiosques e churrasqueiras para piqueniques.

Praça Sesquicentenário: Inaugurada em 1978, é formada por jardim e vegetação variada. Também é o ponto de partida do miniférico e trenzinhos.

Alto da Serra e pista de voo livre: Ponto mais alto da região onde há a pista de voo livre. De lá é possível avistar mais de dez cidades da região.

Balneário: Compõe o complexo hidroterápico. Conta com saunas, duchas, banhos, massagem e aparelhos para fisioterapia.



Conjunto aquático: O conjunto aquático municipal é constituído por uma piscina com mais de 1.000 metros cúbicos de água, além de piscinas menores. Conta também com uma pista de patinação e área verde. Possui ainda uma fonte de águas minerais, a Fonte Menino Jesus de Praga.

Igreja Nossa Senhora do Rosário: Foi erguida em 1928 e tem pintura clássica, estilo romano. Possui dois mosaicos de Ravena, nicho de Nossa Senhora do Rosário banhado a ouro, altar de mármore, piso de caco romano, arandelas e lustres de cristal espanhol, dois confessionários entalhados, torre recoberta com bronze com quatro relógios, serviço de sonorização, balcão para coro e fachada revestida com mármore de Ravena.

Igreja São Benedito: Erguida em 1910, tem pintura de um artista local, com estilo barroco e impressionista.

Igreja São Francisco de Assis: Erguida em 1960, pintura feita pelo pintor Cid Serra Negra que tinha como tema a vida de São Francisco de Assis.

Monumento ao Cristo Redentor: Inaugurado em 1952, a estátua com 18 metros de altura está localizada no alto do Pico do Fonseca. O transporte é feito por miniférico com percurso de 700 metros.

Monumento aos pracinhas e praça Barão do Rio Branco: Remodelada em estilo europeu, conta com jardins floridos, chafariz e uma pequena cascata.

Casa da Memória: Engloba o arquivo público, o Museu Municipal e a Biblioteca Municipal. Visa resgatar a história de Serra Negra.

Lago dos Macaquinhos: Distante seis quilômetros do centro da cidade tem lago para pesca, pedalinho e aluguel de cavalos. Há também uma ilha com criação de macaquinhos da região.

Trenzinho Tia Linda e Maria Fumaça: Partidas da Praça João Pessoa, City Tour pela cidade, incluindo as fontes Santo Agostinho, Santa Luzia e Parque Fonte São Luiz.

Fontes medicinais: Serra Negra descobriu na década de 20 a qualidade terapêutica de suas águas, que mais tarde seriam transformadas num centro hidroterápico (1930) em razão dos poderes medicinais das águas minerais e radioativas. O presidente da República, Washington Luis, ao saber da descoberta das águas minerais, da qualidade do clima e de vida em Serra Negra, apelidou o município como Cidade da Saúde. As águas começaram a ser exploradas comercialmente e, em 1938, Serra Negra foi elevada à categoria de Estância Hidromineral e Climática por meio de um decreto governamental assinado por Adhemar Pereira de Barros, então governador do Estado de São Paulo.
Fonte:http://www.jornaldaorla.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário