27.6.12

Dia Nacional do Progresso


Dia 27 de junho

Que Progresso?

Progresso é a palavra mágica que impulsionou o homem, em todos os tempos, na busca de seu desenvolvimento pessoal e de seu domínio sobre as forças da natureza. No século da ciência e da técnica é a aspiração de indivíduos e de povos que vêem nele a solução para seus problemas.

Tal anseio é inteiramente justificável, pois Deus colocou na mente e no coração humano possibilidades imensas de aprimoramento, e na natureza, riquezas inesgotáveis que devem ser utilizadas para cumprir a ordem divina de "dominar a terra" (Gn 1,28).


No entanto, é importante que se tenha clareza sobre o que é progresso. A palavra progresso, de origem latina, compõe-se da preposição "pro" (que significa "pra frente") e "gressus" ("passo, movimento"). Progresso verdadeiro só existe quando as mudanças que se fazem colaboram para o aperfeiçoamento da pessoa humana ou da sociedade em que o homem vive.

Erroneamente, com freqüência, se chama de progresso qualquer mudança, qualquer movimento, mesmo que se trate de um verdadeiro "retrocesso". Isso pode ocorrer em todos os aspectos da vida e da atividade humana, tanto na ciência, como nas artes, no âmbito pessoal, como na convivência social.

Além disso, é preciso ter em conta que um determinado aperfeiçoamento em um campo pode significar um retrocesso em outro. O verdadeiro progresso só existe quando promove o desenvolvimento integral da personalidade e não prejudica a convivência fraterna entre todos os membros da sociedade.

Pode-se considerar progresso a sofisticação na fabricação de armas para matar com mais eficiência e segurança? A criatividade com que se propagam novas maneiras de enganar e prejudicar os demais? Os métodos sofisticados com que se reduzem os homens a meros animais, sem nenhum crédito moral?

Disso se deduz que o progresso - como é comumente compreendido - é necessariamente ambíguo: tanto pode ser um avanço como um retrocesso. A razão disso nos é apresentada no Documento do Vaticano II Gaudium et Spes com as seguintes palavras: "A Sagrada Escritura é confirmada pela experiência dos séculos, ensina à família humana que o progresso, altamente proveitoso para o homem, encerra também uma grande tentação: uma vez perturbada a hierarquia dos valores e misturado o mal com o bem, os indivíduos e as coletividades só prestam atenção ao interesse próprio e esquecem o dos outros. Isto faz com que o mundo deixe de ser o lugar da verdadeira fraternidade, e que o crescente poder da humanidade ameace destruir o próprio gênero humano" (GS nº 37).

Quando alguém tem a coragem de contestar certos tipos de "progresso" que deturpam a pessoa humana e prejudicam a sociedade, há os que tacham essa atitude de "tabu" e "conservadorismo medieval". Pretendem, com a defesa de um progresso escravizado ao egoísmo, o direito de cada um fazer o que lhe apraz, sem atender a nenhum código de moral. Foi esse falso tipo de progresso que fez a derrocada do império romano e que, através de loucos como Hitler, promoveu o holocausto e quase destruiu a humanidade.

No momento em que os homens não mais aspirassem ao progresso, deixariam a sua missão de dominar a terra. Mas Deus nos livre de um falso progresso que põe em perigo a própria existência do homem como imagem de Deus.

Progresso verdadeiro, sim! Falso progresso, nunca!


Fonte:http://www.jornalvivabrasil.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Projeto Escola sem Partido é arquivado no Senado   *Projeto que visava coibir a liberdade intelectual e de ensino de docentes...