14.8.12

A Balada de Bob Dylan - Um Retrato Musical, de Daniel Mark Epstein

Lizandra Pronin
Redação TDM
Daniel Mark Epstein, o autor de "A Balada de Bob Dylan - Um Retrato Musical", não é um amigo de Bob Dylan. Ele é um fã que tanto se encantou com o músico como se decepcionou com ele. Isso faz deste um livro, que agora ganha edição nacional pela Zahar, bastante sincero.

As informações sobre a vida e obra de Bob Dylan são mais do que conhecidas. O cantor e compositor já teve sua vida revirada e sua obra analisada diversas vezes. Se Epstein traz algo de novo para esse repertório, além da sinceridade de seu relato, é o formato de sua narrativa.

O autor selecionou quatro shows de Bob Dylan aos quais assistiu ao longo de 46 anos de modo que "A Balada de Bob Dylan - Um Retrato Musical" passa pelas várias fases do músico, pontuando determinados momentos que, para o autor, tiveram um significado especial.

O primeiro show, por exemplo, é uma apresentação em Washington (EUA), em dezembro de 1963. Assim como Epstein, toda uma geração se impressionou com o "jovem de aparência frágil e cabelos desgrenhados" que convocava a todos para o despertar de uma nova ordem que, se não aconteceu no mundo, certamente se deu na música.

Nessa mesma passagem, o autor conta ainda como Bob Dylan "resgatou" sua irmã. A garota, com apenas 13 anos, também foi à apresentação e, ao final, quando tentavam pegar um autógrafo do músico, Epstein e sua mãe a perderam no meio de uma pequena multidão. Foram encontrá-la ao lado de Bob Dylan que dizia: "Está tudo bem agora. Eu estou com ela". Ainda que o relato seja extremamente pessoal, mostra um Dylan em ascensão, mas ainda acessível.

Os outros shows que servem de referência para Mark Epstein são: a apresentação no Madison Square Garden, em 1974; em Tanglewwod, em 1997; e em Aberdeen, em 2009 - todos nos Estados Unidos. Entre os relatos das apresentações - quase resenhas - o autor conta a vida de Dylan, com seus altos e baixos.

No show de 1997, Epstein leva seu filho adolescente para ver o músico ao vivo. É como um gancho para entender a sua popularidade e importância consideravelmente diminuídas três décadas depois de seu auge.

"A Balada de Bob Dylan - Um Retrato Musical" oferece uma ótima leitura tanto para quem já leu como para quem nunca leu uma biografia de Bob Dylan. A inclusão de um índice remissivo é um deleite para quem quiser utilizar o livro como referência de pesquisa.

O livro foi lançado originalmente em 2011 e agora sai no Brasil pela Editora Zahar, com tradução de Thiago Lins. O preço sugerido pela editora é R$ 59,90. Para saber mais acesse: www.zahar.com.br
Fonte:http://www.territoriodamusica.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário