25.10.12

Canadá acusa Uganda de homofobia e nega visto a parlamentares africanos


 


Rebecca Speaker Kadaga

A presidente do Parlamento de Uganda, Rebecca Speaker Kadaga, afirmou que o Canadá se recusou a conceder vistos para vários parlamentares ugandenses, devido a visão sobre homossexualidade do país africano. Rebecca fez a declaração na terça-feira na cúpula "União Inter-Parlamentar" (UIP), realizada em Quebec. 

Segundo Rebecca, a maioria de seus colegas parlamentares, que tinham solicitado vistos para a conferência, foram impedidos de entrar no país devido à sua posição sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Kadaga alegou também que foi impedida pelos organizadores de fazer uma apresentação, juntamente com outros membros da delegação ugandense.
Continue lendo...

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Projeto Escola sem Partido é arquivado no Senado   *Projeto que visava coibir a liberdade intelectual e de ensino de docentes...