14.3.13

Um papa homofóbico e reacionário


 
*Por Fernando Damasceno, no sítio da CTB:* Em meados de 2010, Jorge Bergoglio, que agora atende por Francisco 1º, divulgou uma carta com veemente apelo contra o projeto de lei que, uma vez aprovado, legalizaria a união civil entre homossexuais na Argentina. Para ele, aquilo se referia a uma ação do diabo, algo que atacava a família e a sociedade de seu país. A comunidade católica comemora a escolha de um novo papa. No Brasil, brincadeiras de bom e mau gosto reforçam a rivalidade existente em relação aos argentinos. Em alguns sites de seu país, afloram perfis que tentam explicar sua ... mais »

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Projeto Escola sem Partido é arquivado no Senado   *Projeto que visava coibir a liberdade intelectual e de ensino de docentes...