8.3.14

Dia Internacional da Mulher

Neste sábado, Marcha Mundial das Mulheres levará para as ruas a luta pela reforma política


Reprodução
Em nota, movimento diz que “radicalizar a democracia” é essencial para destravar pautas feministas



 

Comemorado neste sábado (08), o Dia Internacional da Mulher, mais do que uma data festiva, é um dia de luta para todas as mulheres no Brasil e no mundo. Neste ano, além de promover atos em defesa dos direitos feministas, a Marcha Mundial das Mulheres defenderá nas ruas a realização do plebiscito popular por uma Constituinte Exclusiva sobre a reforma política.

Em nota, o movimento alertou que para "despatriarcalizar" e destravar pautas importantes para as mulheres, como a descriminalização e a legalização do aborto, é preciso construir espaços efetivos para a participação popular e radicalizar a democracia.  A Marcha lembra também da pouca representatividade das mulheres no Senado e na Câmara: menos de 10% e 9%, respectivamente, apesar delas já serem 51% do eleitorado no país.

Também será alvo de críticas o PL 4.211/2012, conhecido como Gabriela Leite, do deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ). Na nota, o movimento disse que “repudia” a mudança do discurso feminista de “meu corpo me pertence” para “meu corpo é meu negócio” e acusa o projeto de legalizar a cafetinagem e aprofundar a exploração das mulheres.

Protestos pelo país


As mobilizações acontecerão neste sábado em diversos estados do Brasil. Confira:http://www.brasildefato.com.br/node/27640
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nº 22.433 - "Definitivamente, Temer, não!, por Luís Nassif"

   em ContrapontoPIG    *.* *07/10/2017* *Definitivamente, Temer, não!, por Luís Nassif* *O Jornal de todos Brasis* Do Jornal GGN - ...